Freelancer. Ser ou não ser?

É normal algum parente me ligar e durante a conversa dizer “Você não arrumou um emprego ainda?” e achar que quando eu digo “Estou trabalhando em casa, como autônomo” quer dizer que não faço nada da vida, ainda mais se souberem que acordei às 10 da manhã (mas não sabem que fui dormir às 2 pra terminar um trabalho).

A profissão de um Freelancer não é realmente conhecida no mercado de trabalho. Muitos sempre acham que ficam dormindo até tarde e não fazem nada da vida enquanto cai um depósito na conta bancária em um passe de mágica.

A verdade é que um Freelancer realmente pode tirar suas férias quando bem entender, trabalhar onde quiser e como quiser.
Mas tudo isso tem um preço. Precisa se disciplinar, ser bom no que faz, e ter capacidade de fazer trabalhos com prazos curtos. Mas não é bem assim que acontece com todo Freelancer. É normal você encontrar um Freelancer trabalhando até tarde, acordando tarde, indo almoçar quase 6 da tarde, trabalhando em feriados e finais de semana. Às vezes pode até gerar algum problema de saúde. Isso é a falta de disciplina e é o maior desafio para ser um Freelancer.

Ser um Freelancer precisa de muita dedicação. Não é fácil fazer tudo sozinho. Tem que encontrar clientes, orçar, desenvolver, produzir, cobrar e ainda ser melhor que os concorrentes ou perde o mercado para eles. E em alguns casos ainda é preciso tempo para atualizar conhecimentos na área.
Também existe muita pressão para um Freelancer que na maioria das vezes é contratado pra fazer trabalhos em prazos curtos, geralmente por pessoas que não conseguiram alguém pra fazer e acabou deixando tudo pra cima da hora ou um serviço extra. Um Freelancer precisa ter uma capacidade de adaptação enorme, porque não tem tempo pra treinamentos, e os trabalhos são sempre grandes e exigentes. É preciso entregar rápido e não errar, e às vezes o cliente muda de ideia ou nem sabe o que quer. Precisa saber lidar com isso.

Pode parecer uma tortura quando lê quanta coisa é preciso saber e fazer quando se é um Freelancer, mas tem vantagens no final das contas:

  • Realmente pode ganhar muito mais do que trabalhando em uma empresa
  • Se você acordou sentindo que é um daqueles dias que não vai conseguir fazer nada, você simplesmente pode ficar sem fazer nada o dia todo
  • Pode ficar o dia todo de pijama e comer o que quiser na hora do trabalho
  • Pode dar aquela fugidinha do trabalho pra assistir um vídeo na internet ou até mesmo um filme que goste
  • Pode tirar férias quando quiser
  • Pode trabalhar em qualquer lugar
  • Não tem que aguentar chefe mal humorado
  • Não tem colegas de trabalho chatos, fofoqueiros e invejosos
  • Pode ouvir música com som alto enquanto trabalha

O legal de ser Freelancer é poder fazer o que gosta como quiser e lucrar com isso. Além disso é maravilhoso quando você ver seu trabalho sendo reconhecido.

Imagem: yourdon.

Deixe seu comentário

15 comentários

  1. eu já falei sobre isso no meu blog, e não tenho NADA contra a profissão freelance, só que realmente exige muita disciplina da parte do profissional, pois com tantas “mordomias” por ser o seu próprio chefe tem que gente que acaba mal acostumado sabe? auto gerenciamento é a palavra-chave para ser um freenlancer.

  2. Dani, perfeito seu texto!
    E realmente a pior coisa são as pessoas da familia acharem q você fica o dia inteiro em casa sem fazer nada enquanto você está ralando pra conseguir clientes e entregar seus trabalhos dentro dos prazos.
    Bjus!

  3. Acho que o freelancer acaba produzindo mais justamente porque trabalha onde e quando quer, ou seja, justamente nas horas e locais em que sabe que vai produzir mais e melhor.

    As pessoas tem que parar com essa mania de dizer que freelancer é à toa. Quando eu faço home-office, tem gente que me pergunta “ah, você faltou trabalho hoje?” Eu digo: “não, eu to trabalhando de casa”. A maioria ainda faz cara de “tá é a mesma coisa…”

    Eu não consigo ser apenas freelancer porque me falta justamente a disciplina, organizar meus horários e tals…

  4. eu quis ser freelancer por um bom tempo,
    até agora essa idéia ainda me atrai, ainda que seja menos comum no campo do direito…
    no brasil freelancer é mesmo uma coisa meio incomum ainda, e por isso causa esse estranhamento todo. mas sinceramente, quem não sabe do que se trata deveria ficar quieto ao invés de ficar dando broncas desnecessárias.
    vc deve ser muito paciente pra aguentar parente te enchendo o saco dizendo que vc não trabalha!! eu não sou assim, mandaria todo mundo pro inferno!! ahueaheu

  5. Olá Dani, tudo bem?
    Dani esse post veio a calhar certinho p/ mim, eu penso como vc, realmente as pessoas da nossa família não entendem e acho que nem vão entender que ser um freelancer é muito melhor do que trabalhar p/ os outros, p/ vc ver, eu sou formada em Letras, dei aulas em escolas particulares, do governo, em cursinhos de inglês mas… meu trabalho não era reconhecido e ganhava muito pouco p/ isso aí pensei em deixar tudo isso de lado e começar a trabalhar como freelancer e olha gosto muito mais do que eu faço hj do que antigamente, vou continuar um curso de webdesign que tinha parado pq eu casei e agora vou retomar tudo novamente p/ me aperfeiçoar mais no que faço, trabalhar em casa, acordar a hora que quiser, comer o que quiser é bom d+ mas é claro tudo com muita disciplina e não ligar p/ que os outros falam é a melhor coisa, o jeito é deixar essas pessoas de lado e fingir que não ouviu o que elas falaram pq realmente irrita qdo alguém (principalmente da nossa família) não entende que trabalhar como freelancer é muito melhor e se ganha muito mais também, fazer o que né, tomara que daqui p/ frente esse trabalho seja muito mais reconhecido =)
    Beijos Dani, amei o post!

  6. Eu admiro muito quem escolhe trabalhar em casa com autonomia ..
    pelo simples fato de eu saber que nao consegueria … ou talvez conseguiria em ultimo caso , mas preciso mto de ter aquela segurança do tanto q vou receber no final do mes , e se vou receber.
    Gosto de fazer trabalhos extras , mas somente trabalhar como freelancer eu teria realmente que ser mto regrada !

  7. Olá Dani, eu concordo com você! Mas isso é quando já até temos uma clientela né? No começo, é a maior ralação. Sem dizer que, como um pequeno empresario, você precisa se disciplinar… Mas acho que a area, principalmente o home office, está crescendo. não é algo só de quem é free não..!

  8. Nossa, esse post é ótimo, muito legal e nem sabia dessa profissão, acho que já ouvi falar mais, nunca tive curiosidade de saber o que faz, o tipo de trabalho anbiente dele e etc…tenho uma pergunta, vc é uma freelance, quais são os trabalhos que vc mais faz???
    Beijos
    P.S.: Depois desse posts vou pensar bem se quero fazer agronomia! rs

  9. Eu creio que tenho plena vocação pra ser freelance, mas preciso me aperfeiçoar muito pra isso acontecer. Se bem q ja faço algumas coisas, mas não cobro.
    Eu admiro vc nessa parte, isso pode ser chamado de qualidade de vida, ja quem é vc que administra seu trabalho.

    BOA SORTE EM TUDO!

  10. Adorei seu texto Dani! Muita gente realmente não entende como funciona a coisa.. Estou entrando no mercado como freelancer também e já posso perceber as vantagens e desvantagens dessa escolha. Mas sabe de uma coisa? As vantagens no final são maiores e a principal dela é que a gente trabalha com paixão!
    Bjins e sucesso

  11. Um dia eu ainda vou conseguir trabalahr só para mim, rs. Hoje em dia eu trabalho de freela em conjunto com o meu trabalho fixo. Mas ainda vou conseguir me dedicar full time, assim como você.

    Adorei seu blog! Com certeza já vai para a minha lista de favoritos. Parabéns pelos ótimos posts e ótimos trabalhos.

    Passei o dia todo de hoje navegando pelo seu site. Só agora resolvi comentar. Também, depois de tudo que eu li, esse post realmente merecia.

    Beijos