Fazendo seu blog WordPress abrir mais rápido

Uma das coisas que mais me deixa triste com o WordPress é a demora para abrir as páginas. E quando a pessoa tem mil e um post na página inicial com mil e uma imagens, meu Deus! Paciência, porque não tem internet que aguenta abrir tudo na velocidade da luz.

Então resolvi fazer esse post dando algumas dicas que pode ajudar a melhorar um pouco o seu blog, fazendo ele abrir um pouco mais rápido.

Boa parte disso aqui serve para usuários de qualquer sistema, não só para quem usa WordPress.

Imagens

Otimize suas imagens. Não use imagens gigantes. E quando eu digo gigante não é só em relação à pixels, é também em relação aos Kb (Kilo bytes).

Cada imagem tem um “peso”, e se você paga hospedagem você tem um limite de espaço lá, essas suas imagens vão tomando conta do seu espaço e se você usa muitas nos seus posts, quando ver seu espaço já está quase lotado e precisa fazer um upgrade na contar para aguentar mais. Além disso esse “peso” é considerado no seu tráfego mensal, que também é um limite que você tem quando pega hospedagem.

Então deixe a preguiça de lado e reserve um tempinho para antes de postar, abrir as fotos no photoshop (ou o programa que preferir) para redimensionar essas imagens. Na minha opinião não tem porque usar uma imagem com mais de 700 pixels de largura. E aproveita para deixar a resolução com 72dpi. NÃO use 300 dpi em fotos para postar em blog, isso é para revelar fotos.

Tutorial rápido: no Photoshop abre a foto que deseja postar blog, vá em “Image/Image Size“, e na janela que abrir primeiro em “Resolution” escreva 72 e ao lado selecione pixels/inch, depois antes de clicar em ok, coloque as dimensões desejadas em width e height. Depois clica em ok. Então vá em “File/Save as” e quando aparecer a janela com opções, em “Quality” deixe 8 ou 9. Depois salve a foto. Então e só postar!

Se você usa muitas fotos nos post, recomendo que utilize o “leia mais“. Se você não sabe, quando está postando no wordpress, tem a opção “more”, se clicar lá ele adiciona um código no post que gera o link para ler mais.

Use isso também para otimizar as imagens do seu site, aquelas do design mesmo. Isso pode melhorar também. E se tiver alguma coisa no seu design que possa ser feito pelo css ao invés de usar imagens, faça, pois isso ajuda mais ainda, afinal de contas será uma imagem a menos para carregar.

Tags do WordPress

Essas tags não são as que você cria quando está fazendo um post. Estou me referindo aos códigos que tem no header.php, footer.php e talvez em mais alguns arquivos do seu tema.

Muitos temas tem alguns desses códigos:

/* gera o nome do blog */<?php bloginfo('name');?>
/* gera a url do blog */<?php bloginfo('home');?>
/* gera a url da pasta onde esta o tema atual */<?php bloginfo('template_url');?>

Esses códigos pesam um pouco na página, porque ele precisa conectar com o banco de dados para mostrar o nome do blog, a url e pasta onde está o tema atual. Isso não é uma coisa que pesa muuuito, mas cada coisa que você faz para melhorar a velocidade da sua página, no final dá uma diferença considerável.

Recomendo que substitua esses códigos para a url do blog ou da pasta onde está o tema escrevendo literalmente o caminho completo. Por exemplo: http://difluir.com ou /wp-content/themes/difluir/.
E onde estiver o que gera o nome do blog, substitua ele escrevendo o nome do blog. Assim ao invés de pesquisar no banco de dados qual o nome do blog, ele já vai ler de cara porque você escreveu literalmente.

Esses códigos são legais quando você faz temas free. Porque quando alguém vai baixar para usar, geralmente espera que é só colocar na pasta desejada, ativar e pronto. Não vão querer perder tempo arrumando esses caminhos em cada arquivo do tema (até elas se darem conta de que isso realmente é útil no final das contas).

Plugins

Muitas pessoas gostam do WordPress porque ele tem mil e um plugins que fazem um monte de coisas “legalzinhas”. O problema é que quanto mais plugin você instala, mais pesado fica seu blog.
Já tive cliente que tinham nada menos que 50 plugins instalados. Juro!

Recomendo que antes de tudo veja quais são suas prioridades. Deixe apenas o que é necessário. Desative os plugins que não estiver usando e delete eles. Depois veja se desses plugins que ficaram, algum é possível você fazer manualmente e faça, desativando e excluindo mais esse.

Um exemplo de plugin que eu acho meio inútil é aqueles para compartilhar em mídias socials. Muita gente usa isso e não tem necessidade. Com um pouco de paciência você coloca um simples e prático no blog sem usar plugins e ainda pode personalizar ele como quiser.

Posts

Muitas pessoas adoram deixar muitos posts por página. Eu particulamente não gosto. Acho que isso deixa tudo muito pesado e muitas vezes acabo perdendo a paciência e fechando o blog.
O lance de ter muitos posts nem é tão ruim assim, o problema é muitos posts com muitas imagens em cada um deles. As imagens são o que pesa mais em um site/blog.

Então recomendo que usem o “leia mais” ou deixe menos posts por página. Aquela navegação no final dos posts de ir para posts antigos (e os arquivos!) existe pra isso.

Otimize seu CSS

Li uma vez que isso faz diferença. Fiz testes e realmente faz diferença. E isso com certeza deixa tudo mais organizado e você não se perde quando precisar alterar alguma coisa (e recomendo organizar seu código inteiro também).
Se quiser, dê uma olhada nesse post do site Tableless explicando como fazer isso.

Existe também a opção de otimizar seus códigos javascripts. Esse site faz isso.


Existe mais que pode ser feito para ajudar seu blog abrir mais rápido. Mas creio que isso já ajuda bastante ;)

Deixe seu comentário

10 comentários

    1. Entra na página que você criou no facebook e clica para editar ela (fica abaixo da imagem/avatar). Depois vai em “notas” e clica em “editar”. Na página que abrir vai ter opção para importar feeds. Então é só cadastrar o feed do seu blog ;)

    1. Ideal para quem não entende nada, tipo você baixa um tema free e daí tem que ficar se preocupando com isso? Ninguém quer né?
      Mas essas variáveis precisam buscar no banco de dados os caminhos, os nomes… isso demora mais que se você escrever o caminho literalmente.